Novo convênio é assinado para a utilização da genética da Galícia

Em  dezembro de 2007, um outro convênio foi formalizado entre o Estado Autônomo da Galícia e  a Fuvates (Fundação Vale do Taquari de Educação e Desenvolvimento Social), Codevat(Conselho do Desenvolvimento do Vale do Taquari), GMG International , cooperativas, produtores e prefeituras. Este acordo trata da utilização de genética oriunda da Galícia e do programa de desenvolvimento a ser implantado no Vale do Taquari.

O estudo para viabilizar esse convênio começou há 3 anos,  através de um trabalho desenvolvido entre a GMG e  a Univates. Agora, empresas  e municípios vão escolher 15 produtores referência para participarem do projeto piloto.
Todos os meses esses produtores receberão a visita mensal de técnicos que vão auxiliar e colher material para análises e será implantado o controle leiteiro por propriedade como forma de avaliar a produção, melhora genética e a rentabilidade do sistema produtivo. Devemos lembrar que hoje no Brasil o número de propriedades que realizam controle leiteiro ainda é muito baixo. A certificação do produtor será feita em concordância com o regulamento de qualidade Vale dos Lácteos, atendendo a rígidos processos de controle  do produto, considerando aspectos produtivos, econômicos, sociais e ambientais.
 
No segundo semestre de 2008, está prevista a certificação das primeiras propriedades-referência que fazem parte do projeto piloto. Além disso, o processo de certificação nas agroindústrias também será iniciado para que os produtos obtenham um selo de qualidade, assegurando o controle de todo o processo produtivo. Há expectativa de que, em poucos anos, o Vale do Taquari seja referência na produção leiteira do Brasil e que os produtores da região possam melhorar as condições de vida, permanecendo no meio rural, além de aumentar a sua rentabilidade.  
 
 
Copyright © 2013, GMG. Todos os direitos reservados